Planos para as férias & Um novo projeto

15 junho, 2019

Hello! Como dito na postagem anterior, vim aqui hoje compartilhar com vocês nessa tarde de sábado - andei observando que só posto aos sábados ou domingos hahah, espero que isso mude - minha pequena lista das coisas que pretendo fazer nessas férias, embora eu ainda não esteja oficialmente de férias (nem todas as notas foram lançadas ainda), vou fingir que praticamente já estou visto que algumas notas já foram lançadas pelos professores.
sim, mais uma postagem seguida com imagem de xícara...

✿ Assistir a pelo menos um dorama
Já faz um bom tempo desde que assisti a meu último dorama, depois que o DramaFever foi encerrado, fiquei bem desanimada pois o catálogo do Viki é fraco, de qualquer maneira, já assinava os dois, só vou ter menos opções.

✿ Ir ao Saara
O Saara no Rio, só para ressaltar, rs. É uma tradição que tenho desde pequena ir nas férias até lá, além de ter aquelas várias lojas que vendem de tudo e por um ótimo preço, há também nos arredores vários cafés, sebos, e restaurantes super aconchegantes, apesar de na maioria das vezes ficarem lotados. Quando vamos lá, normalmente ficamos desde de manhã bem cedo até depois que o sol já se pôs.

✿ Assistir as temporadas atrasadas de Steven Universe
Eu parei bem na metade da terceira temporada, ou seja, tenho muito caminho pela frente até a atual, apesar de já ter visto alguns episódios novos porque simplesmente estava na sala e estava passando na televisão. Mas depois de ler os drabbles que a Snow tem escrito sobre esse desenho maravilindo, acabei ficando com vontade de voltar a assistir, nem mesmo sei porque parei, acho que foi porque comecei a faculdade na época rs. Outra coisa que me fez ficar ainda com mais vontade de assistir foi depois que escutei essa verão da abertura, que, devo dizer, é muito boa e viciante.

✿ Leituras:
Como estamos no Pride Month, resolvi ler e reler apenas livros com temática LGBT. Infelizmente, já estamos no meio de junho e o legal seria o mês inteiro (até dia 30), então vou acabar estendendo até o próximo mês.
  1. Com amor, Simon da Becky Albertalli (teve um mês que assisti ao filme quase todos os dias do tanto que gostei, hahah).
  2. Todo Dia do David Levithan.
  3. Dois Garotos Se Beijando também do David Levithan.
E os meus planos terminam aqui, esse ano até que não foram tantos, porém nesses últimos meses já tenho feito coisas tão legais, mesmo com a correria e as provas da faculdade, que eu talvez tire o tempo de sobra nas férias para ficar apenas relaxando.

Agora, vamos a parte que estava mais animada para contar a vocês! Deixe eu começar do começo, eu não sou muito boa quando se trata em cozinhar, ainda mais coisas salgadas, já nos doces eu até que me viro muito bem, pensando nisso, decidi criar um projeto onde no decorrer das minhas semanas de férias, eu faria 7 receitas, cada uma tem um tema diferente para aperfeiçoar minhas habilidades culinárias, e também para me aventurar mais na cozinha, e não é preciso fazer os sete dias seguidos, as únicas regras são que eu devo utilizar livros de receitas - só para deixar mais divertido - e seguir a ordem dos dias. Para deixar mais claro, abaixo está escrito exatamente o que vai ser.

(eu não sou boa com nomes, então finjam que este é um nome bom de projeto, ok?)
Faerie's Kitchen
  • Dia 1 - Um prato de outro país.
  • Dia 2 - Uma comida apimentada.
  • Dia 3 - Uma sobremesa com a sua fruta favorita.
  • Dia 4 - Uma salada.
  • Dia 5 - Uma sopa.
  • Dia 6 - Tema livre.
  • Dia 7 - Crie sua própria receita.
Já escolhi até algumas receitas de alguns dos dias, e como o projeto é até o final das minhas férias (que não sei quando terminam, mas atualizarei quando souber), provavelmente terá postagens por aqui pelo menos umas duas vezes por semana ou mais até. Estou super ansiosa para começar, principalmente com o tema do segundo dia pois adoro comidas com bastante pimenta e temperos diferentes.
Esses são os livros de receitas que vou utilizar durante o projeto, eles são bem pequeninos e vieram em um box muito charmoso, comprei há alguns anos, e infelizmente eles não vendem mais em lugar algum, então nem adianta procurar.

Já preparei algumas receitas deles com minha mãe, e em outros casos pedi a ela para fazer, pelo motivo de eu não ser boa com isso como disse anteriormente. E ficaram muito saborosas, de verdade. Esses livrinhos tem uma variedade enorme de receitas, de saladas, a pratos vegetarianos, assim como sobremesas e um livro só com pratos que vão frango na receita (o amarelo).

E por último, vocês também estão convidados a participar desse projeto se quiserem, e caso não tenham um livro de receitas em casa (mas aposto que tem, até um velhinho esquecido em algum cantinho), podem baixar um livro de receitas em pdf ou mesmo comprar um da preferência de vocês.

Espero que me acompanhem nesse projeto e que tenham gostado da ideia, é claro, vejo vocês logo logo :)
Abraços!

Chá blá blá

21 maio, 2019

Hello! Há tempos que não cumprimento vocês por aqui, espero que esteja indo tudo certo por aí! Eu não sei muito bem como começar essa postagem, dessa vez fiquei mais tempo que de costume ausente da blogsfera, e é claro que tenho motivos para isso... Novamente eu fiquei doente, dessa vez, não teve como eu escapar de ir ao hospital, que só vou em casos que considero extremos. E como não sei lidar em ficar doente, fico bastante desanimada com tudo ao meu redor quando minha saúde não vai bem.

Enfim, eu melhorei por hora, mas temo que a doença volte novamente, vou me cuidar mil vezes melhor que antes pois sei que às vezes não levo o que tenho a sério, por ser bem, sério de verdade.
Esse mês de maio chegou rápido e já está quase indo embora, mal posso acreditar que logo logo estarei de férias, sei que falta mais de um mês porém já estou planejando o que fazer e logo isso vai dar uma postagem por aqui. 

Ao longo dos últimos dois meses venho tentando ser mais ativa nas redes sociais, quer dizer, apenas no instagram (x), o facebook continua sendo totalmente descartável para mim. Caso vocês queiram ver o que andei aprontando, desde os cupcakes de GOT que fiz para o aniversário do meu pai até saber o que venho lendo, basta visualizar os stories que deixo tudo arquivadinho por categoria. 

Tem sido uma experiência bastante divertida postar alguns dos meus dias por lá, nunca gostei da ideia de expor qualquer coisa de minha vida em redes sociais (exceto pelo blogger é claro, prioridades...), mas compartilhar apenas as minhas futilidades não me faz sentir tão mal assim, são essas pequenas futilidades que fazem dos meus dias mais felizes, e dividindo elas com outras pessoas sinto que através disso posso dizer o quanto é importante apreciar esses pequenos momentos em nossas vidas, eles são os mais preciosos e às vezes não percebemos.
Você tem que começar a perceber as coisas. A direção dos raios de sol, como ela toca e aquece sua pele; o balanço de uma folha em uma brisa suave; a beleza simples das flores; o forte cheiro do seu café da manhã; o vento em seu cabelo e em seu rosto; a vivacidade da cidade; a calma da sua alma. Você tem que começar a perceber isso e começar a viver para isso.
Viver para isso, viver para o que você acha que lhe faz feliz!

E já estava quase me esquecendo, mas postei algumas fotos no meu instagram no Dia da Terra, de um pequeno projeto ou DIY, como preferir, que eu e minha mãe fizemos juntas. Infelizmente, o dela foi se quebrando no dia seguinte por ter ficado muito fino (eu avisei que estava ficando fino, mas ela não me escutou rs), o projeto em questão era um quadro feito com argila, era bem simples, as fotos dele "ainda não pronto" estão no meu perfil, e como disse lá que postaria o resultado final aqui, eis as fotos abaixo de como ficou após eu pintá-lo.

Ele ficou um pouco menor que o palmo da minha mão que é um pouquinho maior que a média rs, e o verde ficou um pouco mais escuro do que aparenta na foto, eu tinha um barbante aqui em casa e resolvi pendurá-lo na parede do meu quarto. Gostei bastante do resultado e foi muitíssimo legal fazê-lo!

E isso é tudo por hoje, espero que tenham gostado da postagem, estava me sentindo meio triste de não poder estar postando aqui e achei que seria legal escrever um post mais descontraído como esse.
Abraços,
Bia

O Castelo Animado de Diana Wynne Jones

13 abril, 2019

Quem conhece o Studio Ghibli já deve ter ouvido falar ou até mesmo visto uma de suas animações, eles fizeram uma adaptação do livro que vou recomendar pra vocês hoje! Tive o prazer de ler "O Castelo Animado" em meados de fevereiro e já adianto em dizer que foi uma das histórias mais divertidas e diferentes que já conheci, entrando com honras na minha lista de favoritos.

Sinopse
O Castelo Animado conta a história de Sophie, uma jovem de 18 anos, amaldiçoada por uma bruxa que a transforma em uma velha de 90 anos. Para se livrar da maldição, ela foge e emprega-se no Castelo Animado de Howl. Essa “velha senhora”, dinâmica e misteriosa, dá uma nova vida à antiga habitação onde vivem Marko, um jovem aprendiz, e Calcifer, o demônio do fogo, responsável pela “vida” do castelo. Além de ficar condenada ao corpo de uma senhora, o feitiço impede que Sophie revele que está sob uma maldição. Ainda assim, ela e Calcifer, também amaldiçoado, fazem um pacto, jurando que um vai tentar quebrar a maldição do outro, descobrindo sua natureza.
Algo que muito me encantou nesse livro foi a escrita da autora, é fácil, fluida e digamos que um pouco excêntrica (?), é diferente de tudo que já li de outras obras e não sei explicar, mas eu simplesmente amei, hahah.

A história começa de verdade quando a nossa protagonista, Sophie, é ignorante com a Bruxa das Terras Desoladas, quando a mesma vai a loja de chapéus de seu falecido pai. Com isso, a bruxa acaba lhe lançando uma maldição, a transformando em uma senhora de noventa anos. Apesar de não parecer, Sophie foge desesperada em busca de algo/alguém que possa quebrar a sua maldição.
"— Não se preocupe sua velha — disse Sophie para o rosto — Você parece ter bastante saúde. Além disso, essa aparência está bem mais próxima do que você é de verdade."
Sobre os personagens, não há como não amá-los e simpatizar com os mesmos logo de cara, inclusive com o Howl, o feiticeiro que é conhecido por comer o coração das jovens que por ele se apaixonam. Ele é fofo, engraçado, e diga-se de passagem, um garanhão, mas tem um coração enorme e vamos descobrindo isso ao longo da história.
"Bem, ele é volúvel, imprudente, egoísta e histérico – disse ela. – Metade do tempo eu acho que ele não se importa com o que acontece com ninguém, contanto que ele esteja bem… mas então, descubro como ele foi generoso com alguém… e aí percebo que ele cobra menos dos pobres. Eu não sei, Sua Majestade. Ele é uma confusão."

Sophie tem um senso de humor ácido e ela e o Howl dão os melhores diálogos da história, além disso, ela é uma jovem bondosa e só deu um fora na Bruxa das Terras Desoladas pois estava caindo a ficha de como ela estava sendo explorada por sua madrasta na loja de chapéus, que já me adianto a dizer, que ela não é uma má pessoa, mas suas atitudes às vezes são de caráter duvidoso.
"Como jovem, Sophie teria se encolhido de vergonha pela maneira como estava agindo. Como velha, não se importava com o que fazia ou dizia. E achou isso um grande alívio."
Michael é um garotinho que é aprendiz de Howl (está na foto acima), ele é quem abre as portas do castelo animado para a Sophie entrar, quando a mesma o encontra, e simplesmente assim, ela começa a morar lá, porém ela faz algum serviços de limpeza para compensar sua estadia no castelo imundo. Sabemos como garotos podem ser bagunceiros e desorganizados, não é mesmo? Inclusive, o quarto do Howl é cheio de teias de aranha, quando Sophie tenta tirá-las de lá, ele fica revoltado.
"É por isso que amo aranhas. "Se no começo você não tiver sucesso, tente, tente, tente novamente."
Vale ressaltar, que essa é muito mais que uma história sobre uma jovem sob uma maldição em busca de algo para quebrá-la, todos os personagens estão se descobrindo mais e mais no decorrer da história, e às vezes nos deparamos com uma surpresa diferente muito bem elaborada pela Diana, descobrimos isso e muito mais junto com a Sophie.

É incrível perceber como cada personagem foi essencial para a história, desde alguns vilões que apareceram no meio do caminho até aqueles que fizeram breves aparições, ou até aqueles que nem mesmo apareceram, hahah. 
"Um coração é um fardo pesado."
No final, tudo é entrelaçado e termina de uma maneira de deixar qualquer um com um sorriso gigante estampado no rosto, falo por mim mesma, pois o meu deixou meu rosto doído de tanta felicidade ao terminar essa obra.
Para terminar, não poderia deixar de comentar sobre a animação do Studio Ghibli inspirada no livro. Apesar de cortar cenas importantes da história, mudar um detalhe aqui em ali, ela consegue captar toda a essência do livro da Diana de forma formidável, inclusive nos personagens!

Vale a pena conferir ambos, eu assisti ao filme primeiro há anos atrás antes de ler o livro e me ajudou muito na hora da leitura em imaginar os lugares e algumas coisas descritas de modo diferente.
*Todas as fanarts foram retiradas do Zerochan.
Me despeço aqui,
abraços!