A Infelicidade Comum

Postado dia: 26 de fev de 2018

Olá pessoal, esse mês infelizmente não cumpri com meus planos aqui no blog, apareci de vez em quando por aí, e só esses dias que voltei a fazer minhas coisinhas na internet. Bom, o motivo é que eu estava simplesmente deprimida, pensei que eu voltaria ao normal em alguns dias, mas acabou que durou semanas e eu achei que estava voltando a época em que tinha dezesseis anos e passei por uma fase terrível, mas, felizmente eu voltei ao normal.

Não sou o tipo de pessoa muito boa para expressar o que eu sinto, mas sou ótima para guardar tudo para mim mesma trancado a sete chaves, não pensando que eu vá encher alguém com os meus problemas mas por pensar que ninguém vá me entender. Em uma noite, chegou uma hora que eu já estava ficando sufocada e joguei meu orgulho fora e acabei desabafando com minha mãe - a única ao meu alcance naquele momento - e nossa, eu estou surpresa que ela tenha me dado ótimos conselhos e ainda tenha passado mais duas horas jogando conversa fora comigo. Eu e ela somos próximas, mas nossos assuntos são limitados e ela só sabe uma parcela do que acontece/aconteceu em minha vida.

Miranda, 1875 - John William Waterhouse

Então, mais uma coisa que aprendi esse ano, é que não guarde tudo para você mesmo sempre, as vezes as pessoas não vão te entender, o que já aconteceu comigo, e as vezes elas também podem te entender, você só vai saber se falar, colocar o que te incomoda para fora.

Enfim, eu melhorei bastante por causa disso e também - mudando de assunto - por que comecei a parar de comer besteira, diminui minhas porções de comida e surpreendentemente isso me faz sentir muito melhor, o que não está sendo favorável é que meus shorts estão caindo, no sábado, eu fui no centro passear e foi um sufoco pois me senti dentro de um saco de batata.

Eu sei que essa postagem pode estar meio confusa, mas o que eu realmente quero dizer é que nós as vezes temos dias favoráveis e as vezes dias horríveis, ou infelizes, onde estamos nos sentindo tristes, e isso é totalmente normal (a não ser que você esteja um ano inteiro deprimido é claro), ninguém é de ferro, todos temos nossos momentos de reflexão onde pensamos que nada temos, nada teremos, mas nós temos tudo que necessitamos para ser felizes nesse instante, nossa felicidade não está em uma pessoa, ou em uma coisa que você queira muito ou em um lugar, está simplesmente dentro de você mesmo, você é sua chave para abrir portas que dão em caminhos incríveis. Esse é um fato tão óbvio e precisa ser relembrado.

Nesses dias em que estive para baixo li uma frase que foi uma das coisas que me ajudou a me reerguer novamente.
"Eu não estou onde eu queria estar, mas graças a Deus eu não estou onde costumava estar — Às vezes, você precisa dar um passo atrás e ver o quão longe você chegou!"
Sinceramente, eu não sei se ainda estaria aqui se estivesse onde eu costumava estar. Esse ano tem tudo para ser um ótimo ano, basta nós pararmos de procrastinarmos um pouco - pois depois da ansiedade, essa é a nova epidemia da sociedade - e começar a procurar formas de nos ajudar quando esses dias ruins aparecem.

Até a próxima,
abraços!

22 comentários

  1. Que post bonito, Bia! Sempre bom relembrar esses conselhos 😊

    Também não estive muito legal há algum tempo: pela primeira vez, minhas férias, ao invés de produtivas e aproveitadas, foram quase um calvário para mim... Eu tinha me acostumado a um certo tipo de rotina do qual foi até bom descansar nos primeiros dias "livres", mas depois... senti falta. Eu estive perto de pessoas que eu amo muito, isso foi bom, mas, ao mesmo tempo, senti-me estranha... Minha cidade natal é bonita, aconchegante... mas é como se não fosse mais o meu lugar. Sei lá, um sentimento esquisito. Passou, ao menos. Tudo passa, né?

    Espero que você esteja se sentindo ótima. Espero que seu 2018 seja lindo!

    Abraços 💗

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, Lari!
      Também já me senti assim nas minhas férias passadas, no começo é tão bom aproveitar os dias fazendo o que bem entender, mas depois se torna cansativo, sei bem como é isso...

      Espero muito mais para você, florzinha,
      abraços!

      Excluir
  2. Eu entendo completamente isso de sumir por um tempo, eu faço isso sempre, é realmente difícil colocar uma meta de postagens ou de grandes conteúdos no blog pois o tempo atrapalha bastante. Enfim, tente ficar mais presente, eu adoraria te ver mais por aqui!

    Eu também sou próxima da minha mãe mas não me vejo falando sobre determinados assuntos que andam me sufocando, o que é bastante triste, pois ainda ainda não me sinto segura para falar algumas coisas com elas, então, acabo me privando e falando coisas mais pra mim e para minha mente do que para qualquer pessoa, acho que eu me entendo muito bem.

    Eu preciso de uma alimentação melhor e completamente te entendo, se sentir dentro de um saco de batatas é um tanto constrangedor e agoniante. Tome cuidado com o seu peso, eu insisto para engordar e não consigo, isso me deixa muito triste. Se ame!

    Até a próxima e vamos sim nos unir, juntos somos mais fortes!
    https://entretantosfelinos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vinda, L!
      Pode deixar que vou tentar compartilhar mais coisas aqui no blog :)
      Te entendo completamente, nada melhor do que nós mesmos para nos entender, não é mesmo? Só temos que saber o momento certo para se abrir com alguém próximo de nós, nunca é bom guardar completamente tudo para nós mesmos.

      Até, espero ver você por aqui novamente!

      Excluir
  3. Eu entendo completamente o que você passou, é horrível a sensação de guardar coisas dentro e si, parece que lhe sufoca a cada dia, a cada dia aquilo vai lhe consumindo e tudo o que você quer fazer é falar com alguém. Mas, você não fala por ter medo da reação da reação da pessoa.

    Acredite, eu fico feliz por ter conseguido desabafar com sua mãe, que tenha melhorado e que tenha se aberto conosco.

    ♥ Just me.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi!
      É exatamente isso que acontece, consegui uma vez e espero que consiga superar esse medo em outras ocasiões, assim como você!

      Obrigada pelo comentário e pela visita!

      Excluir
  4. Oi miss Bia. Eu também sou péssima em demonstrar o que estou sentindo de verdade, principalmente quando pessoas queridas tem atitudes que me deixam triste ou me incomodam, como está acontecendo há uns dias comigo...
    Seu post foi muito bonito, de verdade. Desejo que seu coração se acalme e que você se sinta cada vez mais confortável em desabafar com as pessoas próximas a você, tenha certeza de que elas te amam e sempre estarão com você, mesmo que seja apenas para ouvir.
    Beijos açucarados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Miss Bruna, obrigada de coração pelo conselho, mesmo que seja apenas para ouvir, já vai fazer eu me sentir melhor.

      Excluir
  5. Hellou Bia, quero apenas bater palmas por essa postagem, esse conselho sobre a felicidade estar dentro de nós precisa sempre e sempre ser relembrado, que os dias felizes estão a nossa porta assim como os tristes também. Minha meta para esse ano é ter foco, parar de procrastinar e correr atrás dos meus prejuizos, digo, objetivos :)

    Yeah, Dream High!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Celli, bem vinda!
      Fiquei contente com seu comentário e por você ter gostado da postagem.
      Espero que você consiga realizar todas as suas metas :)

      Abraços!

      Excluir
  6. Olá Bia! Eu também me identifiquei super com você sobre guardar coisas demais dentro de nós. Já teve épocas na minha vida, que eu achei que fosse morrer sufocada pelos os problemas e coisas que eu guardava pra mim mesma. Passou, mas ainda sim não consigo me expressar muito bem as coisas do meu interior. Mas é como na citação qual você compartilhou com a gente: "Eu não estou onde eu queria estar, mas graças a Deus eu não estou onde costumava estar".
    Eu já quis muito desabafar com a minha mãe sobre as coisas que sinto mas ela não me entende mesmo, o que me faz ficar mais frustrada ás vezes, então deixo pra lá. Mas espero ter um dia coragem pra fazer isso de novo, e quem sabe? as coisas mudem.
    Mas fico feliz por você, e por sua mãe lhe dar tanto conforto também em horas como essa.
    A tal da felicidade tá dentro da gente, mas tem dias que a gente não se dá conta disso, mas obrigada por nos lembrar isso. A vida ás vezes é uma batalha, fora e dentro de nós. Mas no fim, a gente aguenta tudo, e levamos conosco os ensinamentos.
    Espero que tu esteja muito bem mesmo. E que este ano possa ser de muita luz pra ti ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que você tente novamente superar essa barreira e desabafe com sua mãe novamente, não desiste, o mais importante é que te ouçam num momento que você precisa.

      Obrigada pelo comentário, espero que você fique melhor e que seu ano seja maravilhoso!

      Excluir
  7. Eu converso muito mais com minha mãe também, mas tem muita coisa ainda que não consigo falar, pois são coisas que nem mesmo ela entende. Então acabo guardando pra mim. Mas já houve casos que acabei desabafando "sem querer" e tive uma ótima conversa! Apesar de tudo, também não sou uma pessoa totalmente expressiva.

    Temos muito chão pela frente, né? Espero que 2018 seja um ótimo ano pra ti! Todo dia, uma batalha diferente mas sempre em frente, com bravura ♥

    Um beijo e um pão de queijo pra ti ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Moh!
      O importante é não se sentir muito esgotado com isso, o essencial e o mínimo que podemos fazer é falar apenas aquilo que está nos incomodando.

      Um beijo e um abraço!

      Excluir
  8. Ter dias ruins é completamente normal, mas mais do que saber ter apoio dos outros, é saber lidar com eles sozinha, buscar a própria paz interior, entende? Momentos felizes sempre devem ser o combustível que nos alimenta nas manhãs mais cinzentas em que mesmo uma boa conversa com a própria mãe não dá jeito. E sim, ansiedade é uma epidemia, que o amor próprio um dia seja epidemia também.
    Parabéns pelo blog, está muito lindo.
    notas-poeticas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! É exatamente isso, temos que saber aproveitar mais os momentos felizes e os pequenos momentos também, eles fazem uma diferença enorme em nossos dias!

      Abraços!

      Excluir
  9. Oi, Bia! Passei por uns tempos ruins recentemente também, e felizmente, consegui me reerguer e tenho planos de voltar a todo vapor, hahaha! Fiquei muito feliz em ver que, por mais que você estivesse mal, conseguiu forças pra seguir em frente também. Isso faz muito bem, tanto quanto parar de comer porcarias e fazer alguns exercícios de vez em quando. Essa é uma das minhas metas pra esse ano e começarei amanhã. Espero que tudo dê certo! Pra nós duas...

    Beijo!
    www.controversos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Caroline, bem vinda!
      Fico contente por nós duas, sempre há maneiras e caminhos que podem fazer nossos dias mais alegres.

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  10. Sou ótima também em guardar as coisas apenas para mim. Muitas das vezes isso me alegra, pois é apenas não falar e assim não terei o que temer. Mas ultimamente tenho notado que isso anda me fazendo mal, e não tenho coragem de falar sobre esses assuntos com ninguém. Apenas penso sobre isso, e fico pensando por horas (semanas as vezes), em como falaria e tudo que precisa ser dito, mas na hora de finalmente solta-los só consigo dizer um oi e falar sobre qualquer assunto trivial que na verdade nem me interessa. Que bom que conseguiu vencer isso, não é tão fácil quanto parece, ao menos para mim. Ainda melhor que está se sentindo bem consigo mesma! Tudo de bom pra ti ❤

    http://odisseia666.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabi!
      Não é fácil mesmo, espero de coração que você consiga se abrir mais, tente não cobrar demais por isso e comece aos poucos que tenho certeza que você vai conseguir!

      Tudo de bom pra você também, flor!

      Excluir
  11. Que pintura mais linda! aa

    Eu estive bastante deprimida nesses últimos dias e eu entendo muito bem o que é guardar tudo para si mesmo. Eu não sei como consegue caber em mim tanta coisa ruim. Mas eu fico feliz que você tenha se recuperado, Bia, eu ainda estou nesse processo.

    Essa frase da postagem é bastante motivadora. Reservei um espacinho na minha agenda para anotá-la. Às vezes imagino as coisas que já me aconteceram e sinceramente não sinto vontade de viver, mas vejo que não posso me prender a essas coisas do passado e que eu preciso viver o presente, sempre pensando no meu futuro... Tomando decisões que vão ser boas a longo prazo e não decisões rápidas e inconsequentes.

    Eu ri muito do meme, socorro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Isa!
      Saiba que entendo isso que você está passando e espero que você seja mais feliz e tenha vontade de viver, o segredo é não pensar demais, e se pensar, que seja nos momentos felizes que você já teve!

      Excluir

Fique à vontade se quiser dizer algo sobre a postagem, ficarei feliz em respondê-lo!

"Existem coisas melhores adiante do que qualquer outra que deixamos para trás".
- C.S. Lewis